Em ato de desespero, ex-prefeito de Riachinho, Valmir Gontijo, investigado em máfia de sanguessugas, espalha fake news contra candidato a prefeito Neizon Rezende

3626

Durante a reta final de campanha, na tentativa de desestabilizar o pleito eleitoral, a difusão de fake news tem se tornado uma arma na mão daqueles que apelam para as mais diversas artimanhas, na tentativa de denegrir com notícias falsas no objetivo de prejudicar o grupo opositor concorrente.

Em Riachinho se vive uma política atípica e acalorada, comparada a outros pleitos municipais. O crescimento do jovem advogado Neizon Rezende, candidato a prefeito pelo Podemos, também tem causado atos de desespero por parte de adversários.

Apontando uma liderança ascendente, Rezende tem sido alvo constante de uma enxurrada de fake news que passaram a ser espalhadas em grupos de Whatsapp e Facebook na tentativa de desequilibrar a campanha do candidato. A candidatura do jovem que propõe uma gestão diferenciada, causou uma reviravolta política na cidade, com a união do ex-prefeito Valmir Gontijo com seus principais ex-adversários político, no intuito de não perder a administração da prefeitura.

Na última sexta-feira 30, o ex-prefeito, candidato derrotado em 2016 com uma diferença de 769 votos, em uma tentativa suja de desequilibrar a disputa, teve áudios vazados em que especula que o jovem candidato Neizon estaria cassado com a chapa de candidatos a vereadores. Em uma conversa, Gontijo afirma que, por meio de articulação com uma advogada responsável por deixá-lo elegível durante outros pleitos e ter cassado o registro de candidatura do seu ex-adversário, José Vilmar Silva, nas eleições de 2012, teria o embasamento necessário para cassar a chapa do candidato.

Valmir Gontijo, derrotado em 2016, se aliou a um dos seus principais antagonistas políticos.

Em resposta ao áudio de Gontijo, o vice-prefeito, Delon Maxixe, esclareceu as suposições do ex-prefeito apontando os processos que o ex-gestor é investigado.

O ato de desespero do ex-gestor, investigado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) pelo desvio de recursos públicos da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) em obras de implantação da rede de esgoto do município e suspeito por fraude e enriquecimento ilícito na máfia das sanguessugas, tem com objetivo assustar apoiadores do candidato Neizon Rezende e os candidatos a vereadores, causando um desequilíbrio na disputa eleitoral.

Confira os processos em que investiga o ex-prefeito pelo desvio de recursos públicos:

MAFIA-DAS-SANGUESSUGAS-VALMIR-GONTIJO_7

contas-irregulares-Valmir-Gontijo-TCU-1

Leia mais sobre Riachinho:

Por Gabryellen Prado