João Pinheiro: Decreto municipal preventivo contra o COVID-19 não fechará o comércio

177

Com exceção das academias e estabelecimentos similares, o decreto não dispõe sobre eventual parada do comércio pinheirense em geral

A Prefeitura Municipal de João Pinheiro publicou nesta quinta-feira (19) o Decreto Municipal 121/2020 que dispõe acerca de medidas de proteção a serem adotadas para o enfrentamento e prevenção do novo coronavírus. As medidas vão desde suspensões de eventos diversos à realização de velórios.

Pelo decreto, todos os eventos culturais, esportivos, religiosos, sociais, inclusive dos clubes de serviços e lazer promovidos na cidade foram suspensos por prazo indeterminado. Atividades de academias e ambientes similares também estão suspensas por tempo indeterminado. Até mesmo as feiras livres da cidade foram suspensas.

Já na área da educação, as escolas municipais seguirão aquilo que for determinado pela rede estadual.

Na saúde, o transporte de pacientes para tratamento em outros municípios também está suspenso por tempo indeterminado, exceto casos oncológicos, cirurgias cardíacas e cateterismo, transplantes, hemodiálise e gestantes de alto risco. Nesses casos, o decreto trás uma série de medidas a serem tomadas pelo motorista, como utilização de luvas e, nos casos em que necessite dormir em outra cidade, que se hospede em local distante da área hospitalar.

Bares e restaurantes devem manter suas mesas organizadas com dois metros de distância umas das outras, devendo, ainda, disponibilizar álcool gel para os clientes, sob pena de sofrer sanções administrativas. Os supermercados e mercearias também devem oferecer álcool gel para os clientes, bem como organizar as filas para que eles fiquem distantes 2 metros uns dos outros, posturas estas que devem ser adotadas também pelas lotéricas.

Os taxistas e moto-taxistas devem higienizar seus veículos e acessórios com álcool gel sempre que forem iniciar uma corrida.

Por fim, o decreto dispõe que os velórios deverão ser realizados na área do cemitério local, em local aberto e ventilado mediante a instalação de tendas a serem providenciadas pelas funerárias, limitando a presença máxima de 50 pessoas presentes, preferencialmente familiares.

O decreto já está em vigor e vigorará por tempo indeterminado. Acesse ele aqui (link)

Acompanhe a cobertura completa do COVID-19 no JP Agora.

Fonte: JP Agora