Unaí, Dom Bosco, Natalândia, Formoso e Bonfinópolis de Minas lideram maiores índices de Desenvolvimento da Educação

268

Dados divulgados pelo Ministério da Educação nesta terça-feira (15/9), apontam os números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), destacando a retomada do crescimento em alguns municípios do Norte de Minas. Os dados alcançados na rede pública estadual de ensino foram expressivos e comemorar esses números é muito importante.

Dentre os municípios que atingiram as maiores notas estão Unaí, Dom Bosco, Natalândia, Formoso e Bonfinópolis de Minas, liderando no Índice de Desenvolvimento. O IDEB é um índice que vai de zero a 10. Um dos objetivos gerais do Brasil é atingir patamar de 6 ou superior, similar a países desenvolvidos. O índice é organizado desde 2005 e divulgado pelo Inep, autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

O IDEB é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar realizado todos os anos, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, dos estudantes 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e no 3º ano do Ensino Médio.

No Ensino Fundamental –  anos iniciais, as escolas: EE Teófilo Martins Ferreira (Unaí), EE Manoela Faria Soares (Unaí) e EE Dom Bosco (Dom Bosco), figuram os três melhores desempenhos no IDEB.

Nos anos finais do Ensino Fundamental as mesmas três escolas: EE Téofilo Martins Ferreira (Unaí), EE Manoela Faria Soares (Unaí) e EE Dom Bosco (Dom Bosco), obtiveram as notas mais altas no IDEB – 2019.

Já no Ensino Médio, as três escolas que apresentaram melhor desempenho foram: EE Nossa Senhora de Abadia (Formoso), EE Alvarenga Peixoto (Natalândia) EE Cândido Ulhoa (Bonfinópolis de Minas).

Mesmo com resultados positivos, o índice não esconde as preocupações para a Superintendência Regional de Ensino de Unaí, sobretudo o Ensino Médio. Os crescimentos verificados são motivo de orgulho a SRE Unaí e de gratidão a comunidade escolar, mas por outro lado, não podemos nos descuidar, é preciso garantir que ocorra um crescimento maior em termos de aprendizagem, que possa se materializar nas avaliações internas (aplicadas pela escola) e nas externas (SAEB ofertada pelo Governo Federal/INEP) e Proalfa/Proeb pela SEE-MG/CAED).